logo

Mariza Ferreira Bastidas

Psicóloga CRP 06/149729

A atuação por meio dos estágios na área social, escolar, organizacional, saúde e clínica me permitiu ver que a psicologia nos oferece um universo de possibilidades para atuação. A partir disso, a paixão pela área da saúde foi crescendo e descobri que muito dos sintomas físicos são resultados de como funciona o psicológico do indivíduo e por isso, a psicologia me interessou muito. Percebo que comecei a trilhar o mais doce dos caminhos, a saúde mental, e é nesse campo que desejo me dedicar cada vez mais.
contato@marizaferreira.com.br
(11) 97232-1837
 

O transtorno obsessivo compulsivo (TOC)

O transtorno obsessivo compulsivo (TOC)

O transtorno obsessivo compulsivo (TOC) é um tipo de transtorno de ansiedade . As pessoas com comportamentos obsessivo-compulsivos têm pensamentos indesejados (obsessões) diante dos quais sentem a necessidade de reagir (compulsões). Como forma de controlar essas obsessões, o sujeito com TOC sentem a necessidade de realizar rituais ou comportamentos, chamados de compulsões. Alguns exemplos de obsessões são medo de se machucar ou medo de germes. Os atos compulsivos incluem lavar as mãos, checar, limpar ou contar as coisas repetidamente. Sendo assim, esses rituais e pensamentos interferem em suas vidas diárias.

 

Existem alguns critérios para se diagnosticar o transtorno, porém este deve ser realizado por um profissional especializado e nunca para se auto-diagnosticar. É importante verificar alguns aspectos como:

 

• Impulsos, pensamentos, ou imagens mentais que são repetitivos. Esses impulsos, pensamentos ou imagens mentais são indesejados e causam muita ansiedade ou estresse.

• O indivíduo que tem esses impulsos, pensamentos ou imagens mentais tenta ignorá-los ou fazê-los desaparecer.

• Comportamentos (por exemplo, lavar as mãos, colocar as coisas em uma ordem específica ou verificar algo novo e de novo como quando verifica constantemente se uma porta está fechada) ou pensamentos (por exemplo, orando, contando números ou repetir palavras em silêncio) que eles são repetidos inúmeras vezes ou de acordo com certas regras que devem ser seguidas estritamente para que a obsessão desapareça.

• O indivíduo sente que o propósito desses comportamentos ou pensamentos é prevenir ou reduzir a angústia, ou evitar uma situação ou evento temido. No entanto, esses pensamentos ou comportamentos não estão relacionados à realidade ou são claramente exagerados.

Além disso, outros fatores devem ser observados:

• Os sintomas não se devem ao uso de medicamentos ou outras drogas ou outra condição.

• Compulsões ou observações consomem muito tempo (mais de uma hora por dia), ou causam extrema angústia ou interferem significativamente nas atividades diárias da pessoa.

• Se o indivíduo tiver outro distúrbio ao mesmo tempo, as obsessões ou compulsões não podem ser relacionadas apenas aos sintomas do distúrbio adicional. Por exemplo, para o diagnóstico de TOC, uma pessoa que sofre de transtorno alimentar também deve ter obsessões ou compulsões que são não relacionados unicamente com alimentos.

 

O diagnóstico deve indicar se o indivíduo com TOC percebe que seus pensamentos obsessivos compulsivos não pode ser verdade, ou se ele está convencido de que eles são verdadeiros (por exemplo, é possível que alguém saiba que não é necessário verificar se desligou o gás 30 vezes , mas sente que deve fazer isso de qualquer maneira).

 

O diagnóstico também deve indicar se o indivíduo com TOC tem ou teve um tique nervoso. Os indivíduos com TOC e aqueles com transtornos de tiques tendem a se diferenciar daqueles sem histórico de transtornos de tiques com relação a seus sintomas, à presença de outros transtornos e à maneira como o TOC se manifesta na família.

 

Normalmente, os sintomas começam na infância ou adolescência. Os tratamentos incluem psicoterapia, medicamentos ou uma combinação de ambos. Um tipo de psicoterapia bem funcional para tratar o transtorno é a chamada terapia cognitivo comportamental. Busque sempre a ajuda de um profissional de saúde.

Mariza Ferreira
No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.

Abrir Chat
Posso ajudar?